[ENTREVISTA] Jogo de palavras com a missionária Ana Heloysa

O que era para ser uma pequena conversa sobre missões se tornou um papo sobre o evangelho e, por isso, foi dividido em duas partes. Você deve ter lido o “TEXTO COM A ANA”, no qual a jovem missionária Ana Heloysa, de Florânia, no Rio Grande do Norte, falou um pouco sobre como Deus a chamou e tudo que Ele tem feito na vida dela e através dela. Hoje você vai conhecer a segunda parte dessa conversa. Falei algumas palavras-chave para a Ana e a pedi que respondesse o que representavam para ela.

Veja abaixo cada resposta:

AMOR: Amor pra mim é amor ao próprio Deus e só Ele pode nos ensinar a amar da maneira correta. A Bíblia diz que Deus é amor e também que Ele nos amou e deu seu filho para nos salvar, Jesus diz que se a gente o ama, obedece a seus mandamentos. O que a Bíblia nos traz muito é que o amor nos leva a ação, ele é muito mais do que um sentimento. O amor é ação e só Deus pode nos ensinar a amar corretamente as pessoas, a amar a Deus como Ele deve ser amado. Só Cristo cumpriu aquele mandamento de amar a Deus de todo o seu coração e de toda a sua alma, de todo o seu entendimento, e é nisso que eu me ancoro. Cristo cumpriu isso por mim, sozinha eu não conseguiria. O amor é o próprio Deus e Ele nos ensina como amar.

COMPAIXÃO: Compaixão é agir como Cristo, que olhou para uma multidão e se compadeceu profundamente ao ver que eram como ovelhas perdidas. Se compadecer é olhar para o outro e considera-lo superior a você mesmo, como a própria Bíblia diz, e assim priorizar e se compadecer dele. Isso eu digo bem no contexto de missões, principalmente a não cristãos, por entender que eles ainda não conhecem a Deus, então podem ser aparentemente muito felizes, mas sabemos que a verdadeira alegria está em Deus. Então, se compadecer é olhar para cada pessoa como um campo missionário, alguém que precisa ser amado e que precisa ouvir a mensagem de Deus.

SALVAÇÃO: É muito difícil falar sobre isso (risos). Ao mesmo tempo em que a gente sabe a gente não sabe, mas vamos lá: Salvação é ser livre do próprio eu e ser escravo de Deus, escravo no sentido de você servir e ter sua mente cativa a Deus. Cristo nos deu uma salvação que é muito mais do que a eternidade, a vida após a morte, mas é uma salvação que começa aqui, é quando Deus te salva todos os dias de você mesmo, da sua mente, dos seus sentimentos mais terríveis, da solidão, da tristeza e nos dá vida eterna. Salvação também é religar-se a Deus através de Cristo.

CARIDADE: Essa palavra me lembra muito da questão de obras, ações práticas, só que ela deve andar muito atrelada a outras coisas. A caridade precisa andar atrelada a compaixão, ao amor e a mensagem de salvação. Caridade tem a ver com você se doar para as pessoas e dar não apenas aquilo que te sobra, mas também aquilo que poderá te faltar, mostrar o evangelho em ações práticas. Deus fez isso por nós, Ele se doou, nós precisamos fazer isso pelos outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s